Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


http://9.fotos.web.sapo.io/i/o57015812/20018444_HUrtK.jpeg

O novo disco de Indignu, disponível já em vinil.
"Em plena noite de bruxas, nasceu Ophelia. Veio ensanguentada, parecendo que antes de nascer já teria passado por todos os tumultos de outro mundo, mas é enigmático o aroma a alfazema que traz. Foi um parto duro, difícil, sofrido… Foram muitas as barreiras, é certo e ainda ninguém sabe como foi possível tanta perseverança, sacrífico e paciência. Talvez seja o que aconteça quando se dá tudo o que se tem e se inventa o que parecia não existir. Nasceu o terceiro filho de indignu [lat.] e a alegria é redobrada e amplificada a cada rotação do vinil. Ophelia é uma mulher com duas faces, dois rostos, dois carácteres. Bipolar em todos os sentidos, recusa comparações com o disco anterior. Ophelia é como que se de um lado “A/Norte/Este”fosse delicada, planante, emocional, impregnada de cenários sensoriais, clássicos, contemplativos. E do outro lado “B/Sul/Oeste”, agitada, desconcertante, negra, numa viagem sofrida e excêntrica." - PR
 
Dia 2 de Dezembro ao vivo no Hard Club
Ver mais - evento no facebook
 
www.facebook.com/indignu
www.indignu.bandcamp.com
www.honeysound.com

Autoria e outros dados (tags, etc)

http://6.fotos.web.sapo.io/i/o151387da/19477977_ZkaeO.jpeg

RATERE // POTA
A exploração sónica dos RATERE neste POTA é uma fantasmagoria sublime do carrossel rockeiro: a mecânica do krautrock mais bruto com a dinâmica de uma electrónica de doutrina analógica (repare-se só na ambiência espacial da segunda parte de Western Noodles); o riff indie-rock (Dinosaur Jr. à espreita) a conduzir a viagem espacial por entre detritos cósmicos de rock psicadélico, pós-rock (de vertente nórdica) e punk-rock abrasivo (Spicy Lagareted Octopus é uma autêntica road trip de circum-navegação intergaláctica); o repetitivismo supremo da guitarra eléctrica feito para o transe infinito comum a todas as linguagens do rock (FAO). POTA é, no fundo, como o recurso estilístico ao título indica, uma viagem exploratória tentacular de um bicho cefalópede de pés na cabeça, sendo aqui a cabeça o pulsar constante que atravessa o disco do princípio ao fim - o baixo-guitarra, o baixo-locomotiva, o baixo-propulsor. Se escutarmos bem esta espécie de bipolaridade dimensional, facilmente compreendemos a estrutura corpórea destes RATERE, as suas metamorfoses (de uma música para a outra e dentro da mesma música), as camuflagens de cor (aquele pós-rock que afinal é indie-rock-instrumental, e por aí fora) e, principalmente, a fórmula que usam para o movimento (absorvendo um mar sonoro de electricidades e expelindo-o com toda a força). Em It Was Nothing temos ainda o ultra-sofisticado atributo mágico do cefalópode: a capacidade de desenhar uma nuvem-fantasma de tinta a partir de si mesmo, neste caso uma nuvem-pop, azul-ultramarina, permitindo-lhe escapar com toda a elegância ao aturdido predador retromaníaco.” - João Tiago Esteves

 
+Info / créditos
Ratere: C.Ricardino, João Coutada, José Moutinho, Óscar Sousa, Ricardo Falcão, Tiago Rosendo // produção, mistura e master por José Arantes (B-house), Barcelos - 2016 /// convidados: André Simão & Graciela Coelho // Artwork de Pedro Oliveira
 
www.ratere.bandcamp.com
www.facebook.com/ratere
www.honeysound.com
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Local: Tubitek / Praça D. João I - Porto
Hora: 17:30 - 19:30

Os Malcontent lançam segundo álbum de originais em vinil. “Riot Sound Effects” sucede a “Love the Gun” (2009) e aos EP’s “Erased” (2012) e “Riot ep” (2014). O álbum é constituído por 9 temas. São 35 minutos de rock’n’roll com volume no máximo, pedais de distorção emocionalmente ligados ao delays e reverbs... numa sonoplastia abrangente que permite uma entrada livre a todos os amantes do som e uma saída caótica aos ouvintes mais sensíveis. Foi gravado, produzido e misturado por Álvaro Ramos e masterizado por Miguel Pinheiro Marques no Bender Mastering Studio, no Porto. A capa de “Riot Sound Effects” foi desenhada pelo artista plástico brasileiro Eduardo Sama e a edição é da Honeysound.

Neste evento, serão entregues os vinis adquiridos via crowdfunding.
> VER EVENTO / FB

www.malcontent.com.pt 
www.facebook.com/malcontentofficial
www.malcontent1.bandcamp.com
www.facebook.com/tubitekcdv

 

Autoria e outros dados (tags, etc)