Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



http://9.fotos.web.sapo.io/i/o57015812/20018444_HUrtK.jpeghttp://6.fotos.web.sapo.io/i/o151387da/19477977_ZkaeO.jpeg

Sábado, 1 de Abril 2017
Os Indignu juntam-se aos Ratere no mesmo palco. Os dois colectivos viajam até Coimbra com os seus 'Ophelia' e 'POTA', respectivamente.
"Apresentações de discos de duas bandas do roster da Honeysound, editora sediada em Barcelos. Com diferentes universos estéticos, mas semelhantes na abordagem ao palco, Indignu e Ratere abrem com chave d'ouro o mês de abril no Salão da Baixa de Coimbra."
 
www.facebook.com/indignu
www.facebook.com/ratere
www.facebook.com/salaobrazil
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

2016 » 23 JANEIRO / TABERNA O RINCÓN - CANGAS (ES)
2016 » 24 JANEIRO / AQUI BASE TANGO - COIMBRA

Homem em Catarse na estrada com "Guarda-Rios".
"(...) Aqui não interessam conceitos de grande produção, de técnica levada à exaustão, ou outras características que nos dias de hoje importam a muito boa gente. Aqui ouve-se música. Sente-se que a interpretação anda de mão dada com a repetição. Que estas vão avançando lentamente, através de uma letra que inevitavelmente nos transporta do esquecimento para a realidade. As frases singelas são intensas e gigantes. Aqui, sinto o seu impacto como um tumulto que me deixa num estado profundo de inquietação." - João Zinho 
 
www.homememcatarse.bandcamp.com  
www.facebook.com/homememcatarse 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

As datas confirmadas da tour dos Mikele and the Mattress em Portugal:
 
09.07 / Coimbra - Real República Bota-abaixo
10.07 / Barcelos - Festival Souto Rock 
11.07 / Vila Real - Club

www.facebook.com/mikeleandthemattress
www.soutorock.com
www.facebook.com/CLUBVR
www.facebook.com/realrepublica.dobotaabaixo
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

istomdf

Domingo, 28 Junho, 16h
Bilhete: 3 Euros
Entrada livre para crianças menores de 6 anos.
Na esplanada do Aqui Base Tango, Rua Venâncio Rodrigues nº 8, Coimbra

 
O ERRO CRASSO e a Lovers & Lollypops juntam-se em fraterna irmandade e trazem até Coimbra o Isto Não é o Milhões de Festa.
 
3 bandas = 3 euros
+ Lovers & Lollypops Soundsystem, sorteio de bilhetes para o Milhões e projecção do Mini Doc Killimanjaro da Cultur'Arte Mag. Uma festança incrível, portanto.
Domingo 28, Aqui Base Tango, Coimbra. Início às 16h
 
Lineup:
Duquesa
Tresor&Bosxh
HOMO / Hysterical One Man Orchestra

Duquesa
Nuno Rodrigues encontrou a solo o conforto do Verão e dos dias longos. De um lado uma cerveja nas mãos, de outro um gelado, o trabalho de estreia do também vocalista dos Glockenwise é soalheiro a apropriado para os dias longos e pródigos em evasão.Tendo como inspiração os abalos que os Beatles trouxeram à música pop, esta Duquesa explora-a no seu modo irreverente, ancorando-se nas suas raízes barcelenses. É ouvir a caminho da praia.
www.facebook.com/oduquesa

Tresor&Bosxh
Tresor&Bosxh são C. Ricardino (Biarooz / Ratere) e Tiago Rosendo (Johnny Sem Dente / Ratere). Fins de tarde bem passados a explorar as suas vertentes mais electrónicas levam ao nascimento de dois temas e a vontade de fazer mais. Ao comando dos seus synth’s, embarcam numa viagem espacial, e quem sabe talvez venham a ser os primeiros humanos a pisar marte.
www.tresorbosxh.bandcamp.com

HOMO / Hysterical One Man Orchestra
HOMO / Hysterical One Man Orchestra é o projecto a solo de Filipe Silva, co-fundador do colectivo portuense SOOPA. Em HOMO faz uso frequente de fenómenos de feedback, tanto como elemento sonoro como manifestação de eventos causa-efeito, explorando as consequências do espaço na construção do som.
As prestações de HOMO são baseadas na relação entre o gesto e a produção sonora. Intersectam-se as bases dos princípios acústicos, as evocações xamânicas e o lo-fi. E é aí que a magia acontece.
www.soopa.org/artist/homo-hysterical-one-man-orchestra
https://andromedagenciamento.wordpress.com/homo/

>>>>>>>>>>>>SORTEIO DE BILHETES<<<<<<<<<<<<
>>>>>>>>>>PARA O MILHÕES DE FESTA<<<<<<<<<<

www.facebook.com/oduquesa
www.tresorbosxh.bandcamp.com
www.soopa.org/artist/homo-hysterical-one-man-orchestra

www.milhoesdefesta.com
www.loversandlollypops.net
www.errocrasso.com
confooso.tumblr.com
www.fb.com/aquibasetango
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os MIKELE AND THE MATTRESS anunciam a sua agenda!
Belgian-Portuguese tour

29.04 BE Brussel - Le Cafe Central
09.05 BE Merksem - Audioplant 
03.07 BE Antwerp - Het Bos
09.07 PT Vila Real - Club
10.07 PT Barcelos - Festival Souto Rock 
11.07 PT Coimbra - Real Républica Bota-a-baixo
 

www.facebook.com/mikeleandthemattress
www.mikeleandthemattress.bandcamp.com

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

rt

2015 » 10 ABRIL / R.R. BOTA-ABAIXO - COIMBRA
2015 » 11 ABRIL / AQUILO TEATRO - GUARDA

Ratere e Tresor&Bosxh rodam os EPs na estrada, desta vez mais a centro. Na sexta-feira, passam antes pela RUC, para uma entrevista no Santos da Casa.
 

www.ratere.bandcamp.com
www.tresorbosxh.bandcamp.com

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

sb

2014 » 28 NOVEMBRO / SALÃO BRAZIL / COIMBRA
 
The Partisan Seed na tour de apresentação de 'Angels On The Boardwalk'. Em palco com Filipe Miranda (voz, guitarras), estarão Pedro Oliveira (bateria, percussão), João Coutada (baixo, teclas) e Tiago Rosendo (guitarra, percussão, teclas). 
 
www.thepartisanseed.net
www.facebook.com/SalaoBrazilfan
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Notícias dos Indignu: "Estrela da Serra" é um documentário de Victor Butuc que terá 'Odyssea' como banda-sonora. O último álbum da banda tem sido integrado nas listas de melhores do ano por várias publicações.

 

2014 » 18 JANEIRO / SALÃO BRAZIL / COIMBRA
"Uma odisseia construída por 5 capítulos, prólogo e epílogo, de orquestração clássica com insinuações rock e shoegaze que alimentam um desesperado sentimento escapista de proporções épicas e emotivas que só reconheço nas longínquas paisagens glaciares e desoladoras da Islândia dos Sigur Rós. Um disco altamente recomendad." - Punch magazine

www.indignu.bandcamp.com
www.facebook.com/SalaoBrazilfan
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

2013 » 19 JANEIRO / C.A.L. / PONTE DE LIMA / 23h00
2013 »
26 JANEIRO / FNAC / COIMBRA / 17h00 
2013 » 26 JANEIRO / AQUI BASE TANGO / COIMBRA / 22h00 
2013 » 22 FEVEREIRO / MERCADO NEGRO / AVEIRO / 22h30 
2013 » 23 FEVEREIRO / CASA DA CULTURA / SETÚBAL / 21h30


O ano de The Partisan Seed começa com o anúncio de várias datas de concerto, dando continuidade à apresentação ao vivo do mais recente álbum 'SpiritWalking'. Para já, a tour andará por Portugal; para Abril estão já a ser agendadas datas fora de portas.

www.thepartisanseed.net
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

ELECTRIC WILLOW IV » DATAS DE APRESENTAÇÃO

2012 » 31 OUTUBRO / FNAC - COIMBRA / 22h

2012 » 03 NOVEMBRO / TUBO D'ENSAIO - FIGUEIRA DA FOZ / 22h

2012 » 23 NOVEMBRO / TEATRO ESTHER DE CARVALHO - MONTEMOR-O-VELHO / 22h30
 

Depois das edições de  Mood Swing (2006), “Nothing’s ever good enough “(2008) e “Majestic Lies” (2009),  anunciamos o lançamento do novo álbum de Electric Willow. “Electric Willow IV” é o aguardado regresso do projeto de Cláudio Mateus aos discos e traz-nos  um conjunto  coeso de dez canções  num estilo pessoal e amadurecido  onde o sentido  melódico  da sua voz   é sustentado por texturas densas de guitarras. O quarto álbum de originais de Electric Willow é o resultado de um ano de sessões de estúdio onde Cláudio Mateus contou mais uma vez com a participação dos músicos que desde sempre têm colaborado consigo. O disco foi gravado e co-produzido por Luis Pedro Silva que participou também como músico e irá acompanhar Cláudio Mateus  nas apresentações ao vivo  assegurando bateria, teclados e programações, num formato diferente do habitual. “Electric Willow IV”  é uma edição honeysound com lançamento a 31 de Outubro.

«Depois de Mood Swing (2006), editado pela Transporte, a viagem discográfica de Electric Willow assumiu a chancela do colectivo Honeysound, com Nothing’s Ever Good Enough (2008) e Majestic Lies (2009).
2012 marca o regresso de Cláudio Mateus – cérebro e alma do projecto – e dá continuidade à parceria com a editora barcelense. Dá pelo título de IV e retoma a imagem do crooner inquieto, sentado ao nosso lado, juntando a voz nua às vagas de guitarra. Chega-nos com o Outono, desafiante e simultaneamente delicado. É nesta espécie de clássico paradoxo que assenta a força maior dum álbum tão intenso como apaziguador, que por um lado expõe, sem artifícios, canções descomplexadas e enredos descarnados e directos, e por outro atreve-se em arranjos complexos e rendilhados, mensagens subliminares, como se contasse uma história cujo curso podemos escolher. É a história do autor. São as histórias de todos nós. Ou fragmentos da própria história do rock.
Quando terminei a primeira audição de IV, a minha versão da história estava montada. Começa por desenhar-se um pórtico de 3 temas: Wave, o momento mais eléctrico e musculado do álbum, é uma torrente de inquietação, que levasse o narrador a abandonar o 10º andar num subúrbio movimentado e voar avenidas fora ignorando os semáforos; Love to last é respirar fundo, abrir o tejadilho, deixar para trás o skyline da cidade e um aviso grave: “long is the road that brings you to me”; Country life desliga a ignição e faz caminhar até ao espaço de intimidade onde se desenrolam dúvidas e certezas: “ if only… you could take me back”. Chegados a esta catedral a céu aberto, arranjamos finalmente tempo para fechar os olhos ou abri-los contra a luz; sentar o amor numa rocha com o queixo pousado no punho fechado em Blue in everyone; correr vendados num descampado - em Dancing on a string - perigosamente perto do desfiladeiro que se abre em Wisdom for a song, o epílogo do álbum: “Here I stand for so long staring at your open valley / Where the calm river flows as you watch your dreams go by / Where you lie in the shade and your cattle’s slowly grazing / Won’t you rise up again, won’t you spread your wings and fly?”. Voar, talvez de volta ao 10º andar onde tudo começou.» - André Simão

 

www.electricwillow.wordpress.com

www.honeysound.com

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

2011 » 02 JUNHO / BOTEQUIM LARGO DA GRAÇA - LISBOA / 22h00

2011 » 03 JUNHO / SEDE DA BANDA - COVILHÃ / 22h00

2011 » 04 JUNHO / CORREDOR DA R.U.C. - COIMBRA / 19h00

Cavalheiro estreia o videoclip para o tema "Lado de Lá" e junta algumas datas de apresentação do EP "Farsas" (download integral gratuito no site da Honeysound).
"(...) A música de Cavalheiro é nova, é dele e, acima de tudo, significa que existe mais um novo input na escrita de canções que se faz em Portugal que se deve ter em conta. As particularidades das letras (pessoalíssimas) reforçadas por uma voz transbordante, trazem um conjunto de temas e abordagens carregados de uma espécie de frescura negra ensopada num humor pessoal quase indecifrável; quase como um retrato/estudo de um Papa pintado por Bacon - ser barroco sem o ser. Talvez aí esteja a chave do enigma 'Cavalheiro'." - Filipe Miranda

www.cavalheiro.pt.to
www.loversandlollypops.net

www.honeysound.com

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 
2011 »
24 MARÇO / TEATRO (CAFÉ-CONCERTO) - VILA REAL / 22h00

2011 » 25 MARÇO / ARTE À PARTE - COIMBRA / 22h00

2011 » 26 MARÇO / FNAC - COIMBRA / 17h00

2011 » 26 MARÇO / PALCO Z - PRAIA DA TOCHA / 22h30

Electric Willow nos palcos.
"A banda de Cláudio Mateus (voz e guitarra), Adílio Sousa (baixo) e Pedro Geraldo (bateria) vai-se afirmando como um dos projectos nacionais de expressão anglo-saxónica mais interessantes." - PR

Sobre o último disco da banda, "Majestic Lies":

"Da Figueira da Foz chega-nos mais um excelente álbum de originais dos Electric Willow. 'Majestic Lies' não esconde a vontade da banda em querer mostrar ao público a sua excelência para as canções bem cantadas e cheias de um know-how musical fora de série. Os momentos sonoros encantam-se de uma profundidade serena. Além de provocar vibrações sentimentais, acrescenta um novo tónico à vida: a sensação de leveza embalada no encanto das melodias simples. São temas imperativos e deliciosos, mesmo para aqueles ouvidos situados fora do contexto histórico da música destas últimas décadas, e não deixam de provocar a memória dos velhos tempos. As músicas são de uma paixão natural e de cristal, sem poeira, sem ciúme, sem conveniências, discretas nos arranjos, fatais na intenção, concretas na palavra, sonhadoras na vibração. A singular e misteriosa voz de Cláudio Mateus, sempre tão autêntica na sua leveza e incessante até no silêncio, vai alternando com insinuações de guitarra melífluas e ritmos de baixo e bateria aveludados. 'Majestic Lies' não é mais do que um álbum de música da banda, contudo, pretende ser um elemento perene na nossa consciência cultural." - JJ Novo

 

www.myspace.com/electricwillowband
www.teatrodevilareal.com
www.fnac.pt
www.arteaparte.pt

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Informamos que o concerto de 13 de Agosto de Nikouala em Coimbra, inserido no evento Mercado Quebra-Costas - Novas Paisagens Sonoras '10, teve de ser cancelado por motivos alheios à banda. À partida, não haverá marcação de uma nova data.

 

www.nikouala.pt.vu
www.myspace.com/nikouala

Autoria e outros dados (tags, etc)



2010 » 07 MAIO / ASSOCIAÇÃO ARTE À PARTE - COIMBRA
/ 22h00
The Partisan Seed segue esta semana para mais um concerto inserido na pequena tour que promove "Clay for the Working Hands". Desta vez, no no evento "Mercado Quebra-Costas - Novas Paisagens Sonoroas 2010". Para descrever o que têm sido estes concertos, nada melhor que transcrever integralmente o comentário do Ponto Alternativo à performance do passado sábado:
"Quente, como os dias solarengos: À meia luz, já depois das zero horas, o público aglomerou-se em torno do pequeno palco do Theatro Bar, para ouvir o projecto de Filipe Miranda, mais conhecido como The Partisan Seed.
Acompanhado por Nuno Fernandes na guitarra semi-acústica e empunhando ele mesmo uma outra guitarra acústica, Miranda inundou o espaço com uns riffs calminhos e com a sua voz doce. Levados pelo calor vocálico, quase que nos imaginávamos num cenário de Inverno, em que a chuva cai lá fora e nós nos encontramos no quentinho da lareira. Aliás, mais idílico se tornou o panorama quando, ao segundo acto, ouvimos a frase “We don’t carry a suitcase the size to fit our dreams in”, numa letra que faz jus ao cariz sonhador que a música de The Partisan Seed imprime.
À terceira canção, entre agradecimentos, Filipe Miranda apresenta Pedro Oliveira na bateria e envereda numa outra caminhada. A influência de um country de Johnny Cash e de um indie-folk de Mark Lanegan vem-nos à cabeça, numa canção em que o amor, as pazes e o desamor são as palavras de ordem. Miranda, de olhos fechados, entrega-se na actuação, sentindo o que diz e transmitindo uma intensidade brutal. A acentuar, Pedro Oliveira surpreende-nos com uma melódica, num cenário que, musicalmente, foi rico.
Durante mais de uma hora, a viagem continua. De certa maneira, este pode ser o melhor substantivo a qualificar a actuação de ontem, muito beneficiada pelo som do espaço e pelas luzes, que se adaptavam, consoante  a canção, à mensagem que se pretendia fazer passar. A viagem, essa, foi psicadélica, progressiva, carregada de pedais de reverbs e efeitos. A voz de Filipe Miranda foi magistral, ora sofredora, ora sentida, secundada por uma percussão sublime, quase tribal. O público parece apreciar o esforço, aplaudindo e atirando-lhe, a certa altura, um “muito bom!”. Como diriam os ingleses: indeed.
Conforme nos íamos aproximando do fim, mais a tal intensidade marcava presença. Alguns dedilhados que nos reencaminhavam para uma Stairway to Heaven, dos Led Zeppelin, são tão intensos que nos preenche cá dentro. Mas a carga emocional não é só para as guitarras: a bateria de Pedro Oliveira marca o tempo suave e brilhantemente.
Com, então, duas partes distintas, tendo sido a segunda a mais arrebatadora, o final da actuação de The Partisan Seed é, no mínimo, curiosa. Nuno Fernandes dispensa a guitarra e troca-a por um bandolim, num tema que vai beber à música tradicional portuguesa e ao melhor do folk internacional, que quase nos levou a um headbanging geral.
Para o encore, Filipe Miranda ocupa o estrado sozinho, com a sua guitarra, voltando aonde começou: à melancolia, à intensidade e à sua voz segura. Se todas as noites fossem como estas, estaríamos felizes. The Partisan Seed, um projecto a ouvir com atenção." - Ana Beatriz Rodrigues


www.thepartisanseed.net
www.myspace.com/thepartisanseed
www.mercadoquebracostas.com

www.arteaparte.pt

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2010 » 16 ABRIL / TEATRO VIRGÍNIA (CC) - TORRES NOVAS 
/ 23h00
2010 » 17 ABRIL / FESTIVAL SANTOS DA CASA, FNAC - COIMBRA / 22h00
Os INTERM.ISSION na apresentação do álbum, desta vez rumo ao centro do país.
De relembrar que está disponível o primeiro videoclip oficial da banda nos canais de vídeo da Honeysound, tanto no Youtube como no Vimeo.

 

www.strangeways.pt.vu
www.myspace.com/iintermiission
www.teatrovirginia.com 
www.cultura.fnac.pt
www.ruc.pt
 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2010 » 09 ABRIL / ASSOCIAÇÃO ARTE À PARTE - COIMBRA
/ 22h00
La la la ressonance no MERCADO QUEBRA-COSTAS: NOVAS PAISAGENS SONORAS 2010.
"Depois da estreia com Palisade, em 2006, os la la la ressonance regressam aos discos com Outdoor, edição numerada e limitada a 500 exemplares. Persistem na ironia de um discurso experimental devedor do jazz em rota de colisão com a construção cirúrgica de rendilhador pop, instrumental e abstracto, preservando as arestas perigosas, destroços deste embate. Gravado entre 2008 e 2009, Outdoor conta com a participação dos Quad Quartet, interpretando trechos escritos pela banda, introduzindo a gravidade de um quarteto de sopros, em encontro cego com a matéria prima resultante do longo processo de composição. Com distribuição da Compact Records, Outdoor é embalado em digipack certificado, integralmente construído em material reciclado e biodegradável." - P.R.


www.lalalaressonance.com
www.myspace.com/lalalaressonance
www.mercadoquebracostas.com
www.arteaparte.pt

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2009 » 07 NOVEMBRO / FNAC - COIMBRA
/ 22h00
Os Electric Willow iniciam a tour de apresentação do seu recente álbum ‘Majestic Lies’. Antes do showcase na Fnac, por volta das 19h, a banda passa pelo programa Santos da Casa - da Rádio Universidade de Coimbra - para uma entrevista. Continua disponível para download gratuito no site da honeysound o single que inclui dois dos temas que fazem parte deste novo trabalho, o terceiro de longa-duração.
"Electric Willow é formado por Cláudio Mateus (voz e guitarra), Adílio Sousa (baixo), Pedro Geraldo( bateria). Cláudio Mateus, vocalista dos extintos Caffeine, encontra neste trio a  fórmula  para  avançar num novo estádio de maturidade na escrita de canções. A  história da banda  conta já com a edição do bem recebido 'Mood Swing' - o seu primeiro álbum de originais lançado em Dezembro 2006 pela editora Transporte. Foram também uma das bandas que integrou a compilação “Acorda” da Antena 3 e participaram juntamente com The Partisan Seed, Mazgani, Millieu, Nuno Fernandes e Walter Benjamin no disco “TOG”. O seu segundo álbum 'Nothing's Ever Good Enough' foi gravado entre a Figueira da Foz e Barcelos e contou com a participação de vários amigos da banda. Em Outubro de 2009, é editado o terceiro disco 'Majestic Lies'. Diz a Fenther: 'em bom tom, um dos discos do ano!'." - P.R. / booking

 
www.myspace.com/electricwillowband
www.fnac.pt
 

Autoria e outros dados (tags, etc)



2009 » 24 JULHO / BAR QUEBRA - COIMBRA
/ 22h00
Os Electric Willow num regresso a casa, enquanto preparam o lançamento do terceiro álbum.
"Electric Willow é formado por Cláudio Mateus (voz e guitarra), Adílio Sousa (baixo), Pedro Geraldo (bateria). Ao vivo, contam ainda com Mário (guitarra) e Susana Filipe (voz e teclas). Cláudio Mateus, vocalista dos extintos Caffeine, encontra neste trio a fórmula para avançar num novo estádio de maturidade na escrita de canções. A história da banda conta já com a edição do bem recebido 'Mood Swing' - o seu primeiro álbum de originais lançado em Dezembro 2006 pela editora Transporte. Foram também uma das bandas que integrou a compilação “Acorda” da Antena 3 e participaram juntamente com The Partisan Seed, Mazgani, Millieu, Nuno Fernandes e Walter Benjamin no disco “TOG”. O seu segundo álbum 'Nothing's Ever Good Enough' (honeysound, 2008) foi gravado entre a Figueira da Foz e Barcelos e contou com a participação de vários amigos da banda." - P.R. / booking

www.myspace.com/electricwillowband
 

Autoria e outros dados (tags, etc)